terça-feira, 2 de setembro de 2008

PASSES CURTOS (4)


1. O escaldante Benfica-FC Porto terminou empatado a um golo. O resultado aceita-se, embora o FC Porto tenha sido superior em grande parte do tempo e tenha perdido uma boa oportunidade para ganhar na Luz. À priori, não gostei das alterações feitas por Jesualdo Ferreira, sobretudo ao nível do sistema táctico, nem de algum conservadorismo aparente, mas tenho de reconhecer que o jogo veio dar-lhe razão. O 4-1-4-1 utilizado possibilitou aos 'dragões' o controlo do jogo durante a maioria do tempo, domínio em muitos períodos, supremacia do seu meio-campo, liberdade entre linhas face ao 4-4-2 clássico de Quique Flores e mais oportunidades claras de golo. Lisandro salvou um golo encarnado e poderia também ter marcado por duas vezes (remate ao poste e falhanço clamoroso). O FC Porto foi sempre muito mais equipa, revelou maior maturidade e organização, mas a verdade é que a partir da expulsão de Katsouranis, baixou de rendimento e não conseguiu aproveitar a superioridade numérica, algo que em futebol sucede frequentemente. Nos portistas, destaque para a grande exibição de Rolando e excelentes prestações de Rodríguez (apesar da 'bela' recepção que lhe dispensaram) e Lucho. Hélton esteve em evidência mas pela negativa, ao dar um 'frango' e permitir o empate aos da casa. O Benfica chegou aos 90 minutos de rastos, com lesões e outras dificuldades físicas. Ainda assim, são de enaltecer os desempenhos de Quim e Yebda e alguns fogachos individuais do medalhado Di Maria. Aimar e Reyes estiveram muito apagados, sendo que o '10' argentino começou cedo a contrair lesões... O árbitro fez um bom trabalho, apenas pecando por não ter dado ordem de expulsão a Luisão logo no início, por agressão do brasileiro a Sapunaru. Nas outras decisões duvidosas, acertou. Foi um clássico empolgante e emotivo, com um grande ambiente; o futebol português precisa de mais jogos destes.

2. A 2ª jornada da 1ª Liga está concluída, com Sporting e Nacional no topo da classificação com 6 pontos. Os sportinguistas foram a Braga arrebatar uma excelente vitória por 1 - 0, mercê de um tento de Postiga, enquanto o Nacional bateu em casa a Naval por 2 -1. Guimarães, Setúbal e Académica bateram, respectivamente, Marítimo, E.Amadora e Rio Ave, todas pelo mesmo resultado (1 - 0). O Leixões alcançou um importante triunfo na Trofa, com Zé Manel a marcar um golo sensacional. Belenenses e P.Ferreira empataram a duas bolas, sendo de realçar também o golo de belo efeito do talentoso Zé Pedro. A média de espectadores desta 2ª ronda foi de 11.035, ligeiramente inferior à da jornada inaugural.

3. Acabou finalmente o folhetim Quaresma, cujo desfecho foi o mais previsível: transferência para o Inter de Milão. O valor do negócio foi de 24,6 milhões de euros (18,6 milhões em dinheiro + Pelé, avaliado em 6 milhões), aquém daquilo que eu achava o preço justo que era de 30 milhões. Acabou por se confirmar que o arrastar da novela até ao limite não favoreceu em nada o FC Porto. No entanto, face a todas as condicionantes, nas quais se incluem a recessão no mercado futebolístico e as declarações do jogador a forçar a saída - colocaram o FC Porto numa posição negocial bem mais desfavorável -, considero ter sido o negócio possível e a melhor saída para todas as partes envolvidas. Era notório que o ciclo do jogador no Dragão havia chegado ao fim e a sua continuidade forçada poderia ser prejudicial ao próprio clube. Enquanto portista, considerei-o o melhor jogador da equipa durante muito tempo, mas a conduta que teve em muitos períodos da época passada, em que não teve um rendimento condizente com o seu talento e mostrou que mentalmente é ainda um miúdo, aliada à forma ingrata como saiu, fez com que baixasse bastante na minha consideração. Agradeço-lhe todas as alegrias e momentos geniais que me proporcionou, desejo-lhe toda a sorte do mundo no futebol italiano, espero que possa crescer com José Mourinho e ser peça importante na Selecção Nacional, mas não vai ter um lugar ímpar no meu coração como têm Vítor Baía, Deco ou Ricardo Carvalho.

4. O Benfica contratou Suazo, emprestado pelo Inter de Milão. Não conheço o jogador a fundo, mas pelas referências parece tratar-se de um excelente avançado, forte, rápido, tecnicista e com apreciável capacidade finalizadora. Não triunfou no Inter devido à feroz concorrência, mas em princípio deve vingar na Luz. Com o 4-4-2 em linha de Quique, vejo o Benfica da seguinte forma do meio-campo para a frente: Di Maria, Katsouranis (Yebda), Carlos Martins, Reyes; Cardozo, Suazo. Será que Aimar veio para ficar no banco? Ou o Quique vai mudar o sistema só para agradar a Rui Costa? É que sinceramente não vejo o argentino a render sem ser na posição '10'. Outra coisa: como é que o Benfica não tem um único lateral-direito de raíz no plantel?

5. Jorge Gonçalves, do Leixões, foi contratado pelo Racing Santander. É um passo importante na carreira do jovem extremo português, embora tenha pena porque enfraquece a nossa liga. É um excelente jogador que passou pelas camadas jovens do FC Porto, que tem vindo a construir uma carreira sustentada e ascencional e espero que um dia possa voltar ao nosso campeonato para jogar num clube de topo. No Leixões, foi sempre primeira opção, à frente de internacionais jovens como Vieirinha ou Diogo Valente. Cheguei a frequentar a mesma escola dele e, portanto, é com interesse que sigo o seu trajecto.

6. Convocatória de Carlos Queiroz para os jogos com Malta e Dinamarca: Quim, Eduardo, Daniel Fernandes, Bosingwa, Miguel, Paulo Ferreira, Antunes, Ricardo Carvalho, Bruno Alves, Pepe, Fernando Meira, Raúl Meireles, Pedro Mendes, Maniche, João Moutinho, Deco, Carlos Martins, Danny, Simão, Nani, Yannick Djaló, Nuno Gomes, Hugo Almeida. Já para o amigável com as Ilhas Faroé, a lista não fugira muito desta, tendo nessa altura sido chamados Duda e Manuel Fernandes. As novidades principais são as convocações de Pedro Mendes e Yannick Djaló e os regressos de Maniche e Carlos Martins, todas opções que me agradam sobremaneira. Além disso, desde há muito que defendo que Danny e Antunes mereciam uma oportunidade. Finalmente temos um seleccionador que escolhe os que lhe dão mais garantias em dado momento, de acordo com o seu momento actual. Por isso, não se estranham as ausências de Quaresma, Miguel Veloso ou Tiago, nomes que deverão ser chamados no futuro. Ricardo e Petit parece terem saído definitivamente das contas, o que é de saudar, pois já nada acrescentariam de positivo. As minhas ideias, felizmente para mim, convergem em muito com as escolhas de Queiroz, como se pode constatar neste e neste textos.

7. Ainda sobre a Selecção Nacional, é com particular entusiasmo que vejo três jogadores de quem gosto muito serem apostas do seleccionador, são eles Pedro Mendes, Danny e Maniche. No primeiro já tinha perdido a esperança, até porque o seu rendimento no Portsmouth na última época sofreu um abaixamento, mas a sua transferência para o Glasgow Rangers deu-lhe uma alma nova e espero que possa demonstrar na selecção o magnífico médio que sempre foi. Do Danny já há muito que me tinha lembrado, mas o facto de jogar na pouco visível liga russa poderia dificultar-lhe a vida. Felizmente Queiroz é um homem atento e com a recente mudança para o Zenit (já coroada com um golo ao Manchester United e conquista da Supertaça Europeia), é possível que se torne presença assídua. Quanto a Maniche, é um médio maravilhoso, que parecia entrar na curva descendente nesta temporada, de tal forma que o seu treinador Javier Aguirre não contava com ele inicialmente. Continuou a lutar por um lugar no Atlético Madrid e o resultado está à vista: titularidade e boas exibições nos últimos jogos dos 'colchoneros' e chamada à selecção. Sobre a sua prestação na vitória contra o Málaga, na 1ª jornada da liga espanhola, a Marca escreveu: "Maniche realizó un partido excepcional, peleando cada balón, dirigiendo al equipo, asistiendo a sus compañeros y llegando con peligro al área rival". Chega?

8. Nos últimos dias, realce para duas transferências sonantes no mercado europeu: Robinho, do Real Madrid para o Manchester City, por 42 milhões; e Berbatov, do Tottenham para o Manchester United, por 37. Duas excelentes contratações para os clubes compradores. O United ganha um avançado soberbo, de estilo de jogo diferente de Rooney e Tévez. O City fica com um jogador de talento maior que o próprio tamanho do clube, embora eu até nem seja grande apreciador do brasileiro. O Real Madrid acaba por não se sair muito mal deste imbróglio. Arrecada uma soma espectacular, não vende o jogador ao Chelsea e vê o jogador mudar-se para um clube infinitamente mais pequeno. Eu diria que, apesar de aumentar a sua conta bancária, a coisa não correu lá muito bem a Robinho. Muito menos ao Chelsea e a Scolari. Já agora, alguém já viu a última? Isto é o fim do mundo!

9. O sorteio das competições europeias realizou-se recentemente. Na Champions, o Sporting ficou inserido no grupo C, juntamente com Barcelona, Shakhtar Donetsk e Basileia; já o FC Porto calhou no grupo G, com Arsenal, Fenerbahçe e Dínamo Kiev. Acho que ambos têm a obrigação de passar aos oitavos-de-final. Na Taça UEFA, o sorteio não foi nada simpático para as cores portuguesas. O Benfica defrontará o Nápoles e penso que deverá seguir em frente, embora os italianos sejam sempre muito perigosos. O Braga medirá forças com o eslovaco Artmédia, bem conhecido dos portistas, devendo passar à eliminatória seguinte. O Guimarães, depois de ter ficado de fora da Champions, encontrará agora o Portsmouth, um adversário muito complicado mas ao alcance de um Vitória ao melhor nível. Ao Setúbal aparecerá novamente o Heerenveen, sendo o resultado desta eliminatória uma incógnita para mim, pois desconheço completamente o valor dos holandeses. Ao Marítimo, saiu a 'fava' Valência, pelo que não terá quaisquer chances de seguir em frente, a menos que aconteça um milagre. Aguardemos para ver.

10. Agora, algo que não tem nada a ver e completamente fora de tempo. Como ainda não tive oportunidade de o fazer, deixo aqui, com dois meses de atraso (!), o meu onze ideal do Euro'2008, apenas para ficar registado. Claro que fica péssimo no alinhamento, mas como o blog é meu e eu faço o que quiser, cá vai, em 4-4-2 losango: Casillas; Lahm, Pepe, Marchena, Zhirkov; Xavi, Sneijder, Iniesta, Deco; Arshavin, David Villa. Treinador: Guus Hiddink. Assim já me sinto melhor!

15 comentários:

Miguel disse...

1. Apesar de todo o meu benfiquismo, e o único resultado que me interessa sempre é a vitória, acabou por ser um bom resultado. Jesualdo, face à falta de extremos puros com os quais costuma jogar optou por esquema diferente, e foi aí que surpreendeu o SLB no início, tranduzindo-se no penalti sobre Lucho. Katsouranis teve duas paragens cerebrais, nas duas faltas que faz, e a partir da expulsão o Benfica fez o necessário para manter o empate, faltando ao Porto um pouco mais de atrevimento no final, um preesing.. Mas ainda bem que não o teve.

2. Realço o início de campeonato do Nacional. Média de idades de 24 anos, com apenas 6 jogadores com mais de 25 anos. De realçar também a primeira vitória da Briosa com grande golo de Garcês.

3. Estava escrito que ele ia pó Inter. Assim aconteceu.

4. Suazo é jogador de qualidade. Espero que se enquadre no nosso futebol. Quanto ao lateral direito, nesta altura era muito arriscado (e caro) ir buscar um lateral. Maxi cumpre, Ruben Amorim remedeia. Não se devem contratar jogadores só por contratar.

5. Um passo importante para o jogador, que experimenta uma liga bastante mais competitiva que a nossa.

6 e 7. Queiroz sabe o que faz. Gosto do estilo e da maneira que faz as convocatórias. Fez justiça sobretudo com Pedro Mendes. Sempre gostei deste jogador, um lutador dentro das 4 linhas. Os golos do Pedro Mendes e do Danny são obras de arte.

8. Grande contratação para o United. Berbatov vai dar outro tipo de soluções que não tem no plantel actual.
Era uma pena ver Robinho parado. Mais no City a jogar, agora que o dinheiro abunda por aqueles lados.

9. Bom sorteio para as equipas da Champions, menos bom para as equipas da Uefa. Vamos esperar e ver se as equipas ganham para subirmos no raking.

Abraço e saudações futebolísticos.

Jotas disse...

È sempre um prazer comentar num espaço de uma pessoa que sabe ver futebol e analisa-o com bastante clareza. Concordo contigo em certas coisas, embora me parec que o domínio do Porto só se fez notar mais quando o Benfica para além de ficar reduzido a 10, ficou estranhamente com vários jogadores em debilidade fisíca.
O Porto coloca-se em vantagem com um penalti infantil de Katsourais sobre Lucho numa altura em que ainda não tinham havido grandes oportunidades, embora o Porto tivesse entrado melhor no jogo, mas as oportunidades na 1ª parte foram equivalentes.
N 2ª o Benfica entrou melhor, empatou num golo que desta vez e bem valeu, depois Katso novamente protagonista e aí sim o cariz do jogo mudou. O empate foi justo num bom jogo de futebol na 1ª parte.
Lamento a atitude de um adepto que devia ser banido dos campos e infelizmente os nossos clubes têm aguns que há muito deviam estar impedidos de entrar num estádio de fuebol, envergonham os verdadeiros adeptos de futebol que somos nós e outros como nós.
Um abraço

Ruben disse...

1-Ainda não dei a minha opinião sobre o SLB-FCP, será agora. Acho que o empate foi o resultado mais justo. Ninguém pode dizer que uma equipa foi superior à outra e, a haver um vencedor, acho que só podia ser o Benfica, pelo espírito de sacrifício que teve e por ter jogado com 10 muito tempo. O Jesualdo mostrou mais uma vez que é muito fraco e medroso e não conseguiu aproveitar a superioridade numérica. Em vez de ordenar troca de bola e ataque pelas alas, foi ver o Porto a afunilar o jogo e alguns jogadores tipo Hulk ou Candeias a quererem levar a bola para casa. O Benfica com 11 fez um jogo muito bom, com Yebda, Carlos Martins e Di Maria a jogarem que se fartaram. Gostei também muito da vontade e suar a camisola do Maxi e da segurança do Quim, o número 1 português. Assitimos como é hábito neste país das bananas a uma arbitragem vergonhosa, onde imperou a fruta e o café com leite: penalty muito forçado com Lucho a atirar-se para a piscina, penalty por marcar por derrube de Meireles a Di Maria e perdão de vermelho ao Cebola Podre, por entrada assassina sobre Quim. Mais do mesmo. Será que Jorge Sousa vai de férias para o Brasil? Já na primeira jornada ficou um penalty por marcar sobre o Aimar. Podíamos ter 6 pontos à vontade.

2-De tudo destaco que a choradeira de Paulo Bento num jogo em que ganhou 3-1 já começou a dar frutos: penalty claro de Postiga sobre um bracarense mas o árbitro a fazer vista grossa. E lá vão felizes e contentes no primeiro lugar. Esta táctica de Calimero usada pelos lagartos irrita-me. São dos mais beneficiados pelos homens do apito mas nunca se calam com o choradinho.

3-O Papa está a ficar acabado e a perder qualidades. Eram 40 milhões e afinal sai por 18, mais um jogador que não se sabe bem o que vale. O LFV vendeu o Simão por mais, o que só prova que na Europa o Simão é considerado um jogador superior e isso viu-se no Euro.

4-Se não houver corrupção, o Benfica vai ser campeão nacional. Há muito tempo que não se via uma equipa portuguesa com um plantel tão forte. Quim, Luisão, David Luíz, Katso, Martins, Aimar, Reyes, Di Maria, Balboa, Cardozo, Suazo. Só com manobras de bastidores é que esta equipa não será campeã. Na cena do lateral não te preocupes, o Rui Costa não anda a dormir, se não contratou ninguém é porque há alternativas. Como disse o Miguel e bem, Maxi e Amorim fazem bem o lugar e não se pode gastar dinheiro à toa.

5-Jogador razoável. Não sei se terá muito sucesso em Espanha...

6-Queiroz não me convence, mas as primeiras convocatórias agradaram-me. Só por ter deixado o enterra do Ricardo de fora, já merecia uma estátua! Gostei também das chamadas de Pedro Mendes e Danny. Só acho injusto que Duda depois de ter marcado um golo às Ilhas Faroé tenha ficado fora.

7-"Quanto a Maniche, é um médio maravilhoso". LOOOOL Não exageras, não...

8-A cidade de Manchester resolveu abrir o livro ou quê? Duas grandes compras. O Berbatov é um dos 3 melhores avançados do mundo. Com Ronaldo de um lado e Nani do outro, vai ser só facturar.

9-Porto vai à UEFA. Passam Arsenal e Fenerbahçe.
Sporting passa atrás do Barça.
Benfica passa.
Braga passa.
Setúbal passa.
Guimarães e Marítimo ficam pelo caminho.

10-LOL já me esqueci! Mas puxando pela memória: Casillas, Sérgio Ramos, Lahm, Puyol, Simunic, Senna, Hamit Altintop, David Silva, Arshavin, David Villa, Van Nistelrooy.

Raúl y Pablo disse...

creo que el Oporto lo va a tener muy dificil para ganar la Liga porque el Benfica se ha reforzado muy bien.visita mi blog y si t gusta deja un comentario y si quieres nos enlazamos los blogs

tiago araújo disse...

Muito boa esta mensagem.

visitem

http://www.campeoesfcporto.blogspot.com/

Nuno disse...

Homais diz: "No entanto, face a todas as condicionantes, nas quais se incluem a recessão no mercado futebolístico e as declarações do jogador a forçar a saída - colocaram o FC Porto numa posição negocial bem mais desfavorável -, considero ter sido o negócio possível e a melhor saída para todas as partes envolvidas."

Para quem dizia que, por menos de 30 milhões, não saía e que, com ofertas a rondar os 18/20 milhões, se ria às gargalhadas, está aqui uma boa desculpa, está. Foram a recessão do mercado e as declarações do jogador, foram. Se não fosse isso, por menos de 30 milhões não saía. Claro! E, tendo em conta que a valorização de Pelé é uma incógnita, até ao momento temos que Quaresma saiu precisamente pela verba que te fazia rir às gargalhadas. Boa, Homais!

"As novidades principais são as convocações de Pedro Mendes e Yannick Djaló e os regressos de Maniche e Carlos Martins, todas opções que me agradam sobremaneira."

Han??? Repete lá isso... O Djaló agrada-te? Desde quando? Andas a mudar muitas vezes de opinião. Curioso... Ainda vais mudar, pela décima quinta vez, a opinião sobre o Pereirinha, vais ver...

"Além disso, desde há muito que defendo que Danny e Antunes mereciam uma oportunidade."

Desde há bué, realmente. Desde que reparaste que o Danny era considerado dos melhores jogadores do campeonato russo, ou seja, depois de toda a gente menos o Scolari ter reparado nele. És, de facto, um profeta, Homais.

"As minhas ideias, felizmente para mim, convergem em muito com as escolhas de Queiroz, como se pode constatar neste e neste textos."

Isto é de uma mediocridade espantosa. "Vejam, vejam, eu acertei, eu acertei. Tinha dito que estes jogadores mereciam ser chamados e agora foram. Vejam, vejam, tenho dois olhos e duas narinas, sou tão esperto. É pena a minha cara de parvo, mas sou tão esperto..."

Para finalizar, os erros do Homais. Para quem gosta de criticar os erros dos outros, como o fizeste na caixa de comentários do post anterior, não deverias dar tantos:

1) As vírgulas não são enfeites; servem para se usar:

"um adversário muito complicado mas ao alcance de um Vitória ao melhor nível."

Mete lá a vírgula antes da adversativa, vá...

"Hélton esteve em evidência mas pela negativa"

Tens um problema com as adversativas, não tens?

"a verdade é que a partir da expulsão de Katsouranis, baixou de rendimento"

Hmmm... A oração principal não é "a verdade é que baixou de rendimento"? Então por que é que "a partir da expulsão de Katsouranis" não está entre vírgulas?

2)"entre-linhas":

É separadinho, sem hífen. É curioso que, para reparares nos hífens dos outros, como no caso do "voltas-te", és esperto.

3) "fugachos":

Naaaa... É "fogachos". Vem de "fogo", pá. Ou será que vem de "fugo"? Não, é mesmo de "fogo". Fogo, tantas asneiras!

Enfim, não critiques os outros em coisas em que também não estás à vontade. É que, em caso contrário, fico a pensar que, na escola onde tu e o Jorge Gonçalves andaram, além de não vos terem ensinado português, também não vos ensinaram bom-senso...

Daniel Leite disse...

Excelente aquisição do Benfica. Suazo, pelo que vi no Cagliari e até mesmo na Inter, é um jogador de grande capacidade. Rápido, finalizador,líder. Enfim, irá compor muito bem o ataque das Águias. Só que há este problema observado por você: o Benfica está com muitos jogadores bons à frente e com escassez em alguns outros pontos. Não basta contratar grandes nomes. É preciso contratar os nomes certos.

*Bruno, dá uma olhada na postagem de quinta-feira (4), 9h46min, do meu blog.

Até mais!

Filipe Soares disse...

1. Empate com sabor a pouco. O Jesualdo devia ter sido capaz de ganhar o jogo frente a uma equipa completamente de rastos, com menos um e sem ideias. Até à expulsão o Porto fez um bom jogo e concordo que as mudanças do Prof surtiram efeito. Pior foi depois...

2. O golo do Zé Manuel foi mesmo de se lhe tirar o chapéu. Grande golo! O Sporting lá ganhou em Braga num jogo paupérrimo e o Nacional começou em bom estilo.

3. Verba insuficiente e Pinto da Costa ficou mal na fotografia. O tempo correu a favor do Inter e todos perceberamn isso. Mas era difícil o negócio ser melhor. Ele queria sair, fez uma época mã, no Europeu pouco jogou. 40 milhões eram um absurdo, 30 era caro, 22 mais Pelé talvez fosse o correcto. Foram 18,6 mais Pelé... Foi pouco mas não podia nunca ser muito mais. E depois o Pelé fazia falta ao plantel do Porto.

4. Suazo é um grande jogador, não me importava que tivesse vindo para o Porto. O Aimar vai ser o maior fiasco da época. Não há lateral-direito? Deve ter acabado a gasolina ao avião do Rui Costa!!

5. Bom jogador, é capaz de se impor no Santander. Que tenha sorte.

6. Gostei da convocatória na sua generalidade. Enfim, jogadores como Meira, Miguel ou Nuno Gomes pouco podem dar à selecção mas são opções...

7. Pedro Mendes e Danny já merecaim chamadas há muito tempo. O Maniche, se jogar no Atlético, tem sempre lugar.

8. Este pessoal só pensa no dinheiro. Um jogador que troca o Real Madrid pelo Manchester City só pode ser um mercenário de primeira. Fez birra e conseguiu que o Real o libertasse, mas não foi para o Chelsea... Tipo não sei se o City era aquilo que ele queria. Agora joga numa equipa que não luta para ganhar nada. É preciso é encher os bolsos. Fantástico! O Berbatov é grande jogador e vale bem os 37M. O Manchester fica com um senhor ponta-de-lança.

9. Acho que o grupo do Porto é um bocado traiçoeiro. O Arsenal é grande equipa mas acho que as pessoas não estão a dar o devido valor ao Fenerbahçe. Os turcos têm um plantel de grande qualidade, superior ao Porto e são treinados pelo Aragonés, só o campeão da Europa. E depois os jogos fora vão ser os 3 muito difíceis. O Porto tem que ganhar os 3 em casa se quiser passar. Acredito no apuramento mas não vai ser pêra doce.
O Sporting tem um grupo mais acessível e vai disputar com o Shakhtar o segundo lugar, o primeiro está entregue ao Barcelona. Está na hora de o Sporting fazer algo na Champions.
Na UEFA, Benfica arruma, Guimarães arruma, Setúbal arruma, Marítimo arruma. Passa o Braga só!

10. Casillas
Sérgio Ramos
Puyol
Pepe
Lahm
Senna
Ballack
David Silva
Arshavin
David Villa
Pavlyuchenko

Ainda me lembro... :D

Anónimo disse...

F.C. Porto: Parecer contraria Freitas
Defesa de Pinto da Costa entregou no Tribunal opinião contrária à que legitimoucastigos do Conselho de Justiça


A defesa de Pinto da Costa entregou no Tribunal Administrativo um parecer que contraria o documento que serviu de âncora à Federação para validar as decisões da reunião de 4 de Julho do Conselho de Justiça.

Em 2002, Mário Aroso de Almeida assinou, em parceria com Freitas do Amaral, o livro "Grandes Linhas da Reforma do Contencioso Administrativo". Percorridas as 30 páginas do parecer sobre os acontecimentos da polémica reunião do CJ, que ratificou a despromoção do Boavista e a aplicação de suspensão de dois anos a Pinto da Costa, não restam dúvidas de que este professor da Faculdade de Direito da Universidade Católica não subscreve a mais recente publicação do ex-ministro dos Negócios Estrangeiros - "A Crise no Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol".

"Ora, em nossa opinião, a partir das 17.55 horas, o CJ deixou de estar reunido, pois que o respectivo presidente, no regular exercício dos seus poderes, encerrou a reunião". Esta é uma das mais importantes conclusões do parecer elaborado por Aroso de Almeida. O documento, com data de 31 de Julho, foi solicitado pela defesa do presidente portista e anexado ao procedimento administrativo especial que Pinto da Costa interpôs no Tribunal Administrativo de Lisboa.

Ao contrário de Freitas do Amaral, Aroso de Almeida, reputado especialista em Direito Administrativo, entende que estavam criadas condições para, ao abrigo do artigo 14.º, nº. 3 do Código do Processo Administrativo, Gonçalves Pereira encerrar os trabalhos, classificando a decisão como "inteiramente coerente", na sequência de "um movimento de rebelião em relação ao presidente".

A reunião do CJ, recorde-se, aqueceu quando Gonçalves Pereira declarou o conselheiro João Carrajola de Abreu impedido de votar nos recursos interpostos pelo Boavista e por Pinto da Costa. Na análise a esta acção do então líder do CJ, Aroso de Almeida considera não existir exorbitação, embora admita que a decisão "parece enfermar de um vício de falta de pressupostos". Este é, aliás, o único reparo que o parecer aponta ao procedimento de Gonçalves Pereira. De qualquer forma, acrescenta que a decisão em causa "só era passível de impugnação junto dos tribunais administrativos".

O processo disciplinar instaurado pelos conselheiros ao presidente do CJ também é considerado irregular, desde logo porque "tal matéria não constava, na verdade, da ordem de trabalhos da reunião".

Não restam dúvidas de que, segundo Mário Aroso de Almeida, a reunião em que foram votados os recursos de Pinto da Costa e do Boavista não tem qualquer validade e leva com carimbo de "inexistente": "... os membros do CJ deveriam ter feito na sequência da referida reunião era promover a convocação de uma nova reunião extraordinária (...), em ordem a tentar obter aprovação das deliberações, que, apressadamente, pretenderam adoptar, ainda no próprio dia 4 de Julho de 2008".

Para além de reprovar a acção dos membros do CJ que deram andamento à reunião, em contraste com a aprovação de Freitas do Amaral, Aroso de Almeida, que também é consultor do Gabinete de Política Legislativa e Planeamento do Ministério da Justiça, esclarece que o "vício de desvio de poder", atribuído a Gonçalves Pereira pelos conselheiros que continuaram a reunião, "carece de prova". Desta forma, o parecer desmonta toda a argumentação dos conselheiros, tornando-se mais uma arma importante na defesa de Pinto da Costa junto do Tribunal Administrativo.

In "JN"

Jotas disse...

Caro Bruno, volto a dizer que é sempre um prazer falar defutebol contigo, pois a maneira omo normalmente expões as tuas ideias e opiniões são fantásticas.
Vem isto a porpósito da teoria da conspiração no teu comentário a um post meu, gostei do modo como colocaste o assunto, mas lembro-te que apenas e só me basiei em factos, a verdade é que 3 sumaríssimos em 3 épocas = a vermelho, a verdade também é que as imagens de transmissões podem ser facilmente manipuláveis emrazão de conveniências e a verdade também que nos jogos dos chamados grandes tens entre 10 a 20 camaras e nos outros 2 a 3, assim nao existe igualdade de tratamento entre os 16 clubes da liga.
Os exºs dos jogadores não punidos, são de lances que se veêm perfeitamente na televisão e não orma sequer sancionados em campo, mas a vrdade é que não deram origem a sumaríssimos.
Também é verdade que todos temos uma maior tendência para ver para o lado das nossas cores.
Um abraço

Bruno Pinto disse...

Jotas,

Também gosto do teu blog e da maioria dos teus posts, daí que o prazer de debater é recíproco. E é claro que nem sempre estamos de acordo e isso até é sausável, pois promove a discussão e a troca de ideias diferentes.

Concordo com algumas coisas que dizes, mas repito o essencial: um sumaríssimo só pode ser instaurado a um determinado jogador se o árbitro não tiver visto o lance em causa. Se tiver visto e decidido (bem ou mal, não interessa), não pode haver lugar a sumaríssimo, porque nesse caso estaria a corrigir o árbitro. O critério é discutível mas é igual para todos.

Lembro-me que há uns anos o alvo principal dos sumaríssimos em Portugal era Benny McCarthy. Não me parece bem que cada coisa que aconteça com que não se concorde, se lance logo suspeição para o ar e se associe logo à pessoa de Pinto da Costa.

Paulo Pereira disse...

Boas,

Como sempre, e nota acessória, é um prazer passar por aqui, algo aliás corrobrado pelos restantes comentadores. Consegues, apesar do teu vínculo portista, escrever com clareza, não toldada pelo clubismo extremo. E eu sei do que falo, pois não consigo ser assim:)

Em relação ao Porto-Benfica, já o dissecamos na totalidade. Pouco mais haverá a acrescentar, a não ser essa nota dominante de que o Porto, sem Quaresma, continua a ser uma equipa forte, com personalidade vincada e de enorme maturidade. Pena a última meia-hora, onde foi incapaz de "matar" o jogo...

2 - Não será difícil antever que esta Superliga será mais competitiva. E, para isso, nem seria necessário um abaixamento de forma do tricampeão. O Sporting, mantendo a estrutura base, mesclada com jogadores experientes e, mais importante, facilmente adaptados à realidade lusa, surge como principal concorrente dos Dragões. A vitória em Braga comprova isso mesmo, num jogo eminentemente táctico, feio, repleto de faltas, mas onde os 3 pontos voaram para Alvalade.
É com alguma curiosidade que pretendo acompanhar a carreira dos bracarenses, comandados por Jorge Jesus, um técnico de quem eu particularmente gosto. Plantel com qualidade, vários nomes sonantes, mas provavelmente incapaz ainda de se intrometer na luta pela Champions...

3 - Quaresma é um caso encerrado. E muito fica por dizer. Não conhecendo a verdade toda do folhetim, são mais as interrogações do que as certezas. Ao contrário de Robinho, que esticou a corda até à sua saída do Real, Quaresma apenas se referiu ao tema ao serviço da Selecção, dois meses antes do fecho do mercado. Por isso, mais do que o especulativo braço de ferro entre o jogador e a Direcção azul e branca, parece-me mesmo que aqui se tratou de uma venda prioritária para os cofres do clube, estranhamente sempre depauperados. O Porto perde claramente em magia, dizendo adeus a um brilhante jogador. Os valores que rodeiam a transferêcia, aproveitados por alguns media para zurzirem em PC são, nos dias de hoje, francamente bons. Quaresma sai por valoes superiores aos de Ronaldinho e Deco, por exemplo, permitindo ao Porto um encaixe do triplo do que pagou por ele. Por isso, para bom entendedor...

4 - Suazo conheço-o...do Football Manager, que jogo compulsivamente. E, como aquilo é fundamentalmente uma base de dados fidedigna, parece-me que o Benfica tem nas mãos um avançado temível. Rápido, com capacidade de remate aliada a um físico impressionante, o hondurenho vai relegar Nuno Gomes para o ostracismo do banco. As suas características, aliás, serão um complemento ideal às de Cardozo. Como disse mais acima, temos uma Liga interessante, este ano...

5 - Também eu goso de Jorge Gonçalves. E a sua saída é mais um exemplo de que Portugal se transformou num supermercado de luxo para qualquer clube europeu. Aqui vende-se qualidade a rodos, a preços acessíveis. Li algures que Portugal exportou, nos últimos anos, jogadores avaliados em mais de 400 milhões de euros. Muito dinheiro, transformando este País num viveiro de talento insuspeito.

6 - Como disse a um amigo meu, agora sim, esta é a minha Selecção. Não por clubismo. Mas por ser contra o divisioismo, a prepotência, as cunhas, tudo predicados do reinado de Scolari. Com Queiroz deixou de haver proscritos, grupinhos de atletas que, independentemente da forma, tinham o seu lugar cativo. Jogam os melhores, não se olhando a nomes. Teremos, estou certo, Portugal no Mundial 2010.

7 - Maniche parece um gato com 7 vidas. Várias vezes com a carreira em declínio, mas sabendo erguer-se sempre, com a qualidade costumeira. Agora, merecendo a confiança de Queiroz e de Javier Aguirre, tem tudo para realizar uma temporada ao seu nível. E, confesso, em Espanha e desde os tempos de Futre, nutro uma admiração especial pelo Atlético. Clube sofredor, mas com uma massa associatica única, terá esta temporada um desafio merecido na Champions. Com Aguero e Forlan no ataque, contratados Heitinha e Ufjalusi para centrais, com Simão e Maxi nos flancos, os colchoneros podem sonhar. Falta-lhes apenas, fazendo eco dos artigos que leio no As, um cérebro no meio-campo. Eles bem tentaram Diego. E o brasileiro encaixaria ali na perfeição, respaldado pelo labor de Paulo Assunção e Maniche. Mesmo assim, poderá ser um outsider ao título de nuestros hermanos...
Pedro Mendes chegou, foi lançado às feras, num escaldante derby escocês, e venceu. Resultado humilhante para o Celtic, derrotado em casa pelo eterno rival, com um golaço de Pedro Mendes. Mais outro que renasceu...

8 - A Premiere League é apetecível. Pelo dinheiro que gera. Pelos jogadores que tem. Pela mediatização que fazem dela a principal liga a nível Mundial. Por isso, não será de estranhar o interesse de milionários em adquirir equipas na competitiva Liga. Em Manchester, o United poderá ter, no futuro, um rival de peso, assim jorrem os milhões das Arábias, que pretendem transformar o futuro do City em algo de resplandecente. Para já, Robinho. Numa equipa que tem Elano e Petrov, Micah Richards Bianchi, o futuro pode ser azul celeste.
Berbatov, sonho antigo de Ferguson, vem colocar o nível de exigência do MU num patamar altíssimo. Tevez, Rooney e o búlgaro prometem fazer furor. Quando Ronaldo regressar em pleno, a Premiere League adquirirá novo interesse...

9 - Sorteio pouco simpático para o FCP. 3 adversários difíceis, transfomando cada jogo numa final. Mas, se não fosse assim, qual o interesse em participar na elitista prova? O jogo inaugural, no Dragão com os turcos, será crucial para o apuramento. Uma vitória e estamos lançados...
Na UEFA, ao Braga calhou provavelmente o advrsário menos incómodo. Colocando alguma água na fervura da euforia encarnada, relembro que o Napoles empatou, recentemente, em Roma...reduzido a 10. Ao Guimarães, depois da nega na Champions, parece que os Deuses se voltaram novamente contra a equipa do Minho. O Portsmouth, uma das boas equipas inglesas, é claramente favorita. David James na baliza, Sol Campbelle Distin como centrais, Glen Jonhson na ala direita, com uma nov dupla de atacantes: Peter Crouch e Jermaine Defoe. As coisas afiguram-se negras para Cajuda...

10 - Na equipa, sem tirar nem por. Perfeita!

gerson disse...

O Robinho jogou muito no Santos, mas no Real entrou naquela decadência geral e não conseguiu voltar ao nível de antes. Na Inglaterra terá que se acostumar com um jogo mais rápido e duro. Tenho minha dúvidas se vai vingar.
Abraço

planetaportugal disse...

Olá Companheiro do A Paixão do Futebol

Sou o Moderador do FC Porto PlanetaPortugal.com
( http://fcporto.planetaportugal.com ).
Venho por este meio informá-los que já está disponível um quadro com as últimas notícias em tempo real do FC Porto assim como um quadro de cotações da Porto SAD, gratuitamente para colocarem nos vossos blogs.
Podem encontrar e ver a demo no endereço:
http://fcporto.planetaportugal.com/multimedia/banners.html

Um abraço
Rui Pedro
moderador@fcporto.planetaportugal.com
http://fcporto.planetaportugal.com

Brasil Empreende disse...

Ola visitei seu blog e achei um barato e gostaria de convidar para acessar o meu também, conferir a postagem desta semana: Estratégia Esportiva – Versão: A águia e a galinha. E fizemos também uma mensagem especial de fim de ano para você.
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.