terça-feira, 31 de julho de 2007

PLANTEL E MERCADO (BENFICA)


Como se viu nas anteriores análises acerca de FC Porto e Sporting, fazer este tipo de raciocínios sobre os plantéis e movimentações de mercado, numa altura tão 'irrequieta' da temporada como é o defeso, é sempre bastante ingrato. Corremos o risco de ver o nosso artigo desactualizado no dia seguinte, ou porque foi contratado um novo reforço, ou porque houve mais uma venda, ou porque mais alguém foi dispensado, enfim... O que se segue é o ponto da situação actual relativamente ao Benfica e, como é normal, padece do mesmo risco de desactualização, embora me pareça que a maioria das situações estão mais ou menos definidas. Atentem:



Reforços:


- Cardozo: foi das primeiras contratações asseguradas pelos encarnados, sendo simultaneamente a mais sonante e mais custosa. Vindo dos argentinos do Newell's Old Boys, o internacional paraguaio é um ponta-de-lança com cartel na América do Sul. Senhor de uma impressionante estrutura atlética, faz do seu potente pé esquerdo a sua principal arma e possui ainda um jogo de cabeça de impôr respeito ao mais alto dos centrais. Por 80% do seu passe, Luís Filipe Vieira resolveu pagar 9,15 milhões de euros (!), tranformando-se o jogador desde logo na segunda mais cara contratação da história do clube. Pela minha parte, digo já que acho um exagero, mas se fôr o tal avançado dos 20 golos por época, pode ser que justifique o dinheiro investido. O que se sabe para já é que tem muita responsabilidade em cima dos ombros.


- Bergessio: avançado argentino de 23 anos, chega do Racing Avellaneda e custou 1,5 milhões de euros. Completamente desconhecido para mim, pelas primeiras indicações dadas nos treinos e jogos de preparação, diz-se ter boa capacidade técnica e ser rápido e combativo, além de possuir um louvável sentido de baliza. É possível que venha a surpreender, mas entra directamente para o grupo das incógnitas.


- Fábio Coentrão: jovem internacional sub-20 português, foi adquirido ao Rio Ave por um milhão de euros, num negócio que considero muito bom na óptica benfiquista, tendo em conta a relação qualidade/custo e a sua margem de progressão. Tem um talento de drible quase inesgotável e, se evidenciar maturidade mental, pode vir a ser um dos melhores jogadores portugueses. No entanto, Fernando Santos já afirmou que o 4-4-2 será o sistema que utilizará em primeira instância, facto que poderá dificultar a afirmação de Coentrão, mais indicado para actuar nas alas. Precisa de oportunidades e de saber agarrá-las.


- Zoro: defesa marfinense que pode actuar no centro ou na direita, chega do Messina a custo zero. Muito forte fisicamente e sem grande capacidade técnica, talvez seja mais indicado utilizá-lo como central, já que a lateral nunca exibirá grande propensão ofensiva na linha. Atendendo a que nada custou ao Benfica, considero uma boa aposta, embora tenha de trabalhar muito para agarrar um lugar no onze.


- Manuel Fernandes: este sim, um reforço de peso, talvez o melhor de todas as equipas portuguesas neste defeso. Sou um apreciador assumido do futebol tecnicista, pensado e maduro deste jovem internacional português. É rapazinho para pautar todo o jogo da sua equipa com impressionante mestria e classe. É um médio na linha de Tiago, Maniche ou Pedro Mendes e será titular indiscutível da equipa. Regressa da sua passagem pelo futebol inglês onde esteve por empréstimo. O Everton não se mostrou disponível para cobrir as exigências financeiras do Benfica e este agradece.


- Sretenovic: central sérvio ex-RAD Belgrado, tem apenas 22 anos e é completamente desconhecido do público português. Daí que a sua qualidade para integrar o plantel encarnado não seja ainda um dado adquirido. Com certeza que os responsáveis pela sua contratação viram nele potencialidades satisfatórias e, como chega a custo zero, é uma aposta de risco quase nulo. Destina-se a preencher o plantel. No entanto, no lugar dele poderia ter-se colocado um qualquer jovem português, como por exemplo José Fonte, entretanto emprestado ao Crystal Palace. Opções...


- Butt: mais um que chega à Luz a custo zero. É um guarda-redes internacional alemão, tem 33 anos e provem do Bayer Leverkusen. Sendo um dos bons 'keepers' do futebol germânico, é mais conhecido pelos golos que tem marcado do que pelas suas defesas, fruto da sua especialidade em marcar livres e penalties. Com o afastamento prolongado de Moreira, lutará com Quim pela titularidade. No caso de levar a melhor sobre o internacional luso, será que se afirmará como um dos marcadores dos lances de bola parada, agora que Simão saiu do clube? Não me parece... Seria demasiado extravagante para o futebol português! Assim de repente lembro-me apenas de Miroslav Zidniak (U.Leiria).


- Di Maria: um negócio diferente do habitual, já que incluiu ainda Andrés Diaz. O Benfica pagou 6 milhões de euros por 80% do passe de Di Maria + 50% do passe de Diaz. Di Maria (ex-Rosário Central) tem 19 anos e sagrou-se recentemente campeão do mundo de sub-20 pela Argentina, sendo um dos jogadores mais destacados do torneio. É um puro número 10 e é possuidor de uma magnífica qualidade técnica mas, o que disse para o portista Leandro Lima, aplica-se agora na perfeição a Di Maria: precisa de tempo e tranquilidade para trabalhar. À partida, são dois jogadores similares e estou ansioso por saber quem irá brilhar com maior intensidade na liga portuguesa. Ter Rui Costa como concorrente directo não será fácil...


- Andrés Diaz: como disse, veio inserido no 'pacote' Di Maria, enviado pelo Rosário Central. Tem 24 anos e chega referenciado como um médio de transição de boa técnica e raça tipicamente sul-americana. Encontrará em Lisboa uma concorrência pesadíssima, composta por jogadores como Katsouranis, Manuel Fernandes e Nuno Assis. Segunda opção?


- Adu: depois de muita especulação, eis que foi encontrado o sucessor de Simão, na contratação que mais expectativa está a gerar nos adeptos benfiquistas. Chama-se Freddy Adu, é natural do Gana e internacional pelos EUA. É o mais jovem profissional da história do futebol mundial, tendo-se estreado na principal liga americana com apenas 14 anos! Por aqui se vê que estamos perante um médio-ofensivo de inigualáveis potencialidades. Uma vez que foi uma das estrelas mais cintilantes do recente Mundial sub-20 e que estava referenciado por diversos clubes de topo, fiquei surpreso com os baixos números do negócio: cerca de 1,5 milhões de euros. Considero um belo negócio para o Benfica, mas aconselho alguma acalmia na euforia à volta deste prodígio. Tem apenas 18 anos e, em meu entender, não terá capacidade para substituir Simão, no imediato e de forma plena. O puto é craque mas muita calma...




Saídas:


- Simão: uma perda que se afigura problemática. O Benfica esteve largos anos dependente da sua inteligência, criatividade e efectividade concretizadora. Era o jogador mais importante das 'águias' desde há várias épocas, o capitão de equipa e, indiscutivelmente, o mais amado pelos adeptos. O sucesso da equipa em 2007-08 passará muito pela capacidade com que se procederá à sua substituição no onze encarnado. O internacional português transferiu-se para o Atlético Madrid por 20 milhões de euros, acrescidos dos passes (ou preferência sobre eles, não sei bem porque a situação não foi devidamente esclarecida) de dois jogadores 'colchoneros' ainda não conhecidos. Quaresma e Simão: descubra as (muitas) diferenças.

- Miccoli: o internacional italiano foi, a seguir a Simão, o elemento mais destacado da equipa na temporada passada. Ficou no coração dos adeptos encarnados, não só pelos golos providenciais que marcou - alguns deles geniais - como também pela devoção que sempre demonstrou ao clube. Findo o período de empréstimo pela Juventus, a saída do 'pequeno bombardeiro' para o Palermo constitui uma perda muito importante para o Benfica e para o futebol português. O modo sublime como tratava a bola deixará muitas saudades. Um dos melhores jogadores que passou pela Luz nos últimos anos.

- Beto: o mal-amado dos adeptos, o 'Cristo' da Luz! Não tem categoria para jogar num clube grande e a sua notória falta de jeito virou-se contra si cada vez que Fernando Santos decidiu lançá-lo no relvado, e não foram tão poucas quanto isso. Prosseguirá a sua carreira nos suíços do Sion, longe dos assobios, espera-se.

- Karagounis: regressa ao seu país para jogar no Panathinaikos. Um médio de valor inquestionável, reconhecido no futebol internacional, mas que deixa a amarga ideia de nunca ter tido um rendimento compatível com esse estatuto. Não será a sua ausência a fazer piorar o comportamento colectivo benfiquista.

- Moretto: o mal-amado dos adeptos, o 'Cristo' da Luz! Onde é que eu já escrevi isto?! Foi um autêntico 'flop', não confirmou o bom desempenho realizado no Setúbal e agradeço ao Benfica tê-lo roubado ao FC Porto, permitido assim a vinda de Helton para o Dragão. Jogará uma temporada no AEK Atenas de José Peseiro por empréstimo.

- João Coimbra: é um jovem das escolas encarnadas que nunca revelou predicados extraordinários. É apenas um médio aceitável e evoluirá no Nacional por empréstimo, na esperança de regressar ao Benfica em 2008-09.

- Paulo Jorge: nunca se afirmou no clube e, nas poucas vezes que foi chamado a jogar, o seu desempenho foi irrelevante. O facto de o sistema estabilizado por Fernando Santos não contemplar a utilização de extremos também não o favoreceu. Málaga por empréstimo será o seu destino.

- Derlei: sai da Luz pela porta pequena em direcção a Alvalade. Nada fez de relevante vestido de encarnado, exceptuando o golo (o único ao serviço do Benfica) que marcou na última jornada e a cotovelada que deu em Grzelak, que lhe valeu a instauração de um processo sumaríssimo. O 'Ninja' que se revelou no FC Porto foi apenas uma miragem e sai sem deixar qualquer nostalgia nos adeptos.

- Pedro Correia: outro produto da formação benfiquista, este lateral-direito ainda tem boa margem para evoluir, mas não passa de um jogador banal (tipo Miguel Garcia) e dificilmente singrará de águia ao peito. Vai emprestado para o Olhanense durante uma temporada.

- Anderson: entrou em litígio com a direcção do clube e não faz parte dos planos para a nova temporada. Após uma boa primeira época ao lado de Luisão, o central diminuiu abruptamente o seu rendimento, tendo perdido predominância no seio do grupo. A lesão que sofreu e a afirmação de David Luíz fizeram-no perder a titularidade definitivamente. Fala-se do interesse de alguns emblemas brasileiros, mas o seu caso ainda espera por resolução.


Plantel actual (27 jogadores):

Quim, Moreira, Butt, Nélson, Zoro, Luisão, David Luíz, Sretenovic, Miguel Vítor, Léo, Miguelito, Petit, Romeu Ribeiro, Katsouranis, Manuel Fernandes, Nuno Assis, Andrés Diaz, Rui Costa, Di Maria, Adu, Nuno Gomes, Cardozo, Mantorras, Fábio Coentrão, Bergessio, Manú e Yu Dabao.


Notas e opiniões:

- É publico que a SAD benfiquista procura ainda no mercado um lateral-direito para talvez fechar o plantel, falando-se insistentemente no brasileiro Belletti, quanto a mim uma óptima escolha. Admitindo a entrada desse ou outro jogador para o lugar, Fernando Santos ficaria com 28 jogadores à disposição, um número claramente exagerado. Perspectivando-se o uso do mesmo sitema de jogo, refira-se que o Sporting conta apenas com 25 elementos, quantidade mais ajustada à realização de um melhor trabalho.

- Talvez esta maior quantidade se deva à vontade de apostar na prata da casa, inserindo no elenco os jovens Miguel Vítor, Romeu Ribeiro e Yu Dabao. A inserção destas promessas na equipa principal nunca poderá significar a ocupação de uma vaga, já que o risco inerente é enorme. Se o empréstimo de algum deles em Janeiro fôr o caminho, o plantel não se ressentirá da saída nem ficará desequilibrado em quantidade. Uma situação idêntica ao que se passa no FC Porto, onde o ideal será contar com 25 jogadores + 2 jovens (Castro e Rui Pedro), os quais não entram nas contas dos tais 25 que defendo. Julgo que me fiz entender!

- Vejo uma imensa legião de avançados no plantel da Luz para apenas dois lugares em simultâneo. Partindo do pressuposto que é obrigatório que Cardozo jogue sempre (9 milhões...), parece-me que a gestão de Santos terá de ser criteriosa, sob pena de o descontentamento se começar a instalar. Nuno Gomes continua a ser dado como transferível, mas sinceramente não acredito nessa possibilidade. Manú não sei bem o que está ali a fazer, pois é certo que raramente irá ter oportunidades.

- Dos titulares da época passada, apenas Simão e Miccoli foram os elementos a mudar de ares e, mesmo assim, a euforia desmedida dos adeptos encarnados deu lugar a uma apreensão quase defunta após a recente saída de Simão, o que não abona nada a favor do clube, pois indicia uma dependência de um só jogador nada aconselhável. Em matéria de perdas entre os titulares de 2006-07, o Benfica está em igualdade com o FC Porto e em vantagem sobre o Sporting, por isso, não há razão para queixas ou lamentações.

- Na baliza, existe então a dúvida sobre quem será o dono das redes. Na defesa, Luisão, David Luíz e Léo terão normalmente posto assegurado, havendo a dúvida do lado direito. O meio-campo é para mim o sector mais forte, com muitas e categorizadas opções, sendo possível proceder a uma rotatividade inteligente das diferentes peças. Do ataque, já falei das numerosas opções existentes. A única certeza é que Cardozo terá de responder com muitos golos às expectativas criadas em seu redor.

- Tenho ainda curiosidade em saber que época fará Mantorras, que participação nos jogos lhe estará destinada. Acabado de lançar um livro onde dispara em várias direcções, parece-me óbvio que o internacional angolano não aguentará muito mais tempo nesta siuação de entrar somente nos dez minutos finais dos desafios. Até quando se manterá no plantel apenas como 'afilhado' de Luís Filipe Vieira?

- Considero este um bom plantel para o Benfica atacar a época que se aproxima. No entanto, penso que não vai chegar para ficar à frente tanto do FC Porto como do Sporting. Aliás, tenho um pequeno pressentimento que o técnico Fernando Santos não vai terminar a época na Luz. É apenas um palpite. E Cardozo também não vai ser o melhor marcador do campeonato... De uma coisa ninguém duvida: 2007-08 promete!

15 comentários:

quintino disse...

Comungo da opinião que, possivelmente, um dos calcanhares de Aquiles do Benfica será precisamente Fernando Santos. Demasiado polido, pouco audacioso e com uma árdua tarefa pela frente e que se vai traduzir em gerir aquelas sensibilidades todas. Na baliza parte do problema resolveu-se com a lesão do Moreira, mas na defesa falta saber como vai reagir Nelson, por exemplo, ou, como lá na frente, Nuno Gomes e Mantorras (mais este) não tentarão traduzir o apoio da bancada em exigências de balneário.
De qualquer modo, em termos de nomes, o Benfica terá sido quem comprou melhor.
Poderá, eventualmente, conseguir correr por fora aproveitando as asneiras alheiras.
Eu, sem hipocrisia, espero que não. Quero o tri...

Pedro Barata disse...

Concordo com as tuas palavras em relação a Manuel Fernandes. Quanto aos restantes reforços, penso que a lateral-direita e o centro da defesa carecem de mais um elemento. Penso que, como dizes Bruno, José Fonte poderia ser opção... Opções! Se me permites que te faça um reparo, não frisaste uma perda vital desta equipa: Miccoli!
Mais uma boa análise como era de esperar! Grande abraço

Bruce Wayne disse...

Grande Blogue! Assim dá prazer ler desporto. Sou adepto do Sporting, mas a isenção da análise ao mercado está brilhante. Contiunue assim por favor...

Parabéns

Bruno Pinto disse...

Pedro, foi um lapso imperdoável! Obrigado pelo reparo, já está corrigido.
Grande abraço.

Paulo Pereira disse...

Olha, Bruno, em relação a estes entro em blackout:)
Apenas concordo contigo: vai ser uma época que promete, mais não seja pela saudade da bola a rolar. Concordância k se alastra aos facto de achar, apesar da opinião contrária do Orelhas, k o benfica tem pior plantel k o Porto e o Sporting. Tenho alguma curiosidade em ver o k Freddy Adu fará, tais são as expectativas em relação ao americano, desde o seu aparecimento precoce, aos 14 anos. De resto, apesar do endeusamento da "Bola" em relação a Cardozo, das promessas tonitruantes do presidente lá do burgo, vai ser uma época identica a tantas outras: nós à frente e eles atrás...

Um abraço,

Paulo Pereira disse...

Ah, e tinha-me esquecido. Ainda bem k és dos meus, quanto ao bom gosto clubista, mas está num patamar diferente. Aprecio as tuas opiniões, pois isenção é o teu nome do meio. Neste mundo cada vez mais fundamentalista da blogosfera, é um grande elogio:)

ps: espero k faças tb uma análise sucinta do Braga. Tenho alguma curiosidade em saber o k valerá, efectivamente, o plantel arsenalista.

Um abraço,

Bruno Pinto disse...

Paulo, optei por criar este blog como amante de futebol porque gosto de escrever sobre o jogo em geral. Mas como adepto do FC Porto sou tão fundamentalista como qualquer bom adepto que se preze, acredita! Optei apenas por passar para aqui ideias mais generalistas.
Sobre o plantel do Braga, fica prometido...

Aquele abraço.

Ricky_cord disse...

Bruno os meus parabéns por esta análise, mas só mais um pequeno reparo - prometo que é o último que faço - o Cardoso é o jogador mais caro de sempre, mas no que respeita a atletas estrangeiros, pois o Simãozinho custou mais que o "tacuara". acho que foram 12 milhões, salvo erro. Quanto aos reforços, também tenho expectativas para ver o que Adu vai fazer. Abraço

Bruno Pinto disse...

Ricky, não prometas que é o último, até agradeço que o faças. Eu, por acaso, confesso que quando estava a escrever essa parte tive dúvidas, não tinha bem a certeza. Mas já agora um reparo, é Cardozo e não Cardoso!! Eheheh. Estou a brincar!

Abraço.

gerson sicca disse...

O Benfica fez um baita negócio com o Adu. Comprou a preço de banana.

Ruben disse...

Está um bom post mas acho que há para aí muito portismo à mistura. Estou com uma crença no Cardozo e se não for o melhor marcador vai marcar de certeza mais que qualquer um do Porto! Depois se eu fosse portista estava preocupado era com o Jesualdo e não com o Fernando Santos.
No mais, também gostei muito do regresso do Manuel Fernandes e das compras de Adu e Di Maria. Das saídas lamento a do Simão, mas vamos arranjar um substituto à altura, e ainda a do Miccoli, que o Porto bem tentou contratar mas não conseguiu!
Há ainda a dizer que o lateral-direito não será o ventilado Belletti mas Luis Filipe, do Sp.Braga.

Ricky_cord disse...

Ehehe mas tens razão, sim senhor. É mesmo Cardozo. Abraço

Filipe Soares disse...

O Benfica fez um plantel jeitoso mas não acho que seja suficiente para impedir o tri. Manuel Fernandes e Freddy Adu podem dar que falar. Só que a saída do Simão e as limitações técnicas do Fernando Santos vão atrapalhar.

Lagarto Vermelho disse...

Caro Bruno!
Todos nós somos um pouco fundamentalistas. Pelo Benfica, nunca perco uma boa "briga". Mas não dispenso os locais onde se pode e deve usar a razão e a inteligencia. É por isso que uns são superiores aos outros, e eu vou voltar ao teu espaço.

Bruno Pinto disse...

Lagarto vermelho serás sempre bem-vindo a debater aqui no meu espaço.
Mas... lagarto vermelho??!... Explica lá isso... Lol