terça-feira, 7 de agosto de 2007

O ESPECTÁCULO VAI COMEÇAR!


Está quase! Agora que falta pouco para a bola começar a rolar a sério, a ansiedade dos indefectíveis adeptos das 16 equipas da 1ª Liga tende a subir. Após a balbúrdia do defeso, com entradas e saídas em série que baralham a cabeça aos mais conhecedores, o tempo é de maior definição e acalmia. A maioria das equipas tem o respectivo plantel concebido e já sabe com o que pode contar para a época que vai começar. Com os jogos de preparação a serem ultrapassados, os devidos testes efectuados e sentido o pulso aos novos reforços, não existe aficionado que ainda não tenha esboçado o onze-tipo da sua equipa do coração. Há equipas cujo sistema de jogo é claramente conhecido. Outras existe em que o esquema a utilizar não é tão visível ou mediatizado. Neste caso, no exercício que se segue, escolherei o sistema que permita inserir os 'meus' titulares. É evidente que as opções são várias e, muitas vezes, de igual valia, e que há variantes que dependem do adversário, da forma dos jogadores, da gestão do grupo, do local do jogo, etc. Assim de repente, estão aqui as minhas considerações/expectativas acerca dos 16 integrantes da 1ª Liga 2007-08:


FC PORTO

- Principal estrela: Quaresma.
- Onze-tipo (4-3-3): Helton; Bosingwa, Bruno Alves, Stepanov, Fucile; Paulo Assunção, Lucho González, Leandro Lima; Quaresma, Adriano, Lisandro.
- Principais opções: Kazmierczak, Raúl Meireles, Mariano González, Edgar, Farías.
- Treinador: Jesualdo Ferreira.
- Comentário: perdeu Anderson e Pepe, mas fez algumas contratações de bom nível, principalmente Stepanov, Mariano González e Leandro Lima. Possui um plantel equilibrado e com um vasto leque de opções, de características diferenciadas e complementares. Espera-se inteligência nas escolhas e na gestão por parte de Jesualdo Ferreira. Parte na 'pole position' para revalidar o título e alcançar o tri.


SPORTING

- Principal estrela: João Moutinho.
- Onze-tipo (4-4-2): Stojkovic; Abel, Tonel, Anderson Polga, Had; Miguel Veloso, João Moutinho, Izmailov, Romagnoli; Liedson, Derlei.
- Principais opções: Gladstone, Adrien Silva, Vukcevic, Yannick Djaló, Purovic.
- Treinador: Paulo Bento.
- Comentário: o plano de incrementação da formação prossegue - Adrien Silva é a mais recente pérola e promete dar que falar - mas nesta temporada a margem de erro é menor. Os adeptos estão com a equipa e com o treinador, embora este saiba que um novo segundo lugar pode colocar em risco a sua continuidade. Destaque para as saídas de Nani, Ricardo, Caneira e Tello, e para as entradas de Izmailov, Vukcevic, Derlei e Purovic.


BENFICA

- Principal estrela: Manuel Fernandes.
- Onze-tipo (4-4-2): Quim; Luís Filipe, Luisão, David Luíz, Léo; Petit, Katsouranis, Manuel Fernandes, Rui Costa; Adu, Cardozo.
- Principais opções: Nuno Assis, Di Maria, Fábio Coentrão, Bergessio, Nuno Gomes.
- Treinador: Fernando Santos.
- Comentário: tolerância zero para Fernando Santos. Depois dos maus resultados da época passada e no seguimento do forte investimento neste defeso, os adeptos exigem o título e a qualificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões. A saída de Simão veio esfriar o optimismo que reinava na Luz e não será fácil o Benfica superiorizar-se aos rivais directos na luta pelo ceptro nacional.




BRAGA


- Principal estrela: João Pinto.
- Onze-tipo (4-3-3): Paulo Santos; João Pereira, Paulo Jorge, Rodriguez, César Peixoto; Andrés Madrid, Roberto Brum, João Pinto; Zé Manel, João Tomás, Wender.
- Principais opções: Anilton Júnior, Frechaut, Yasser Hussain, Vandinho, Lenny.
- Treinador: Jorge Costa.
- Comentário: parte com o objectivo ambicioso de importunar os três grandes e andar nos lugares cimeiros, sendo este o primeiro teste a sério à capacidade do técnico Jorge Costa. O plantel é vasto e equilibrado, embora a meta de subir ao pódio não se afigure fácil. Entre outros, saíram Luís Filipe, Andrade, Bruno Gama e Zé Carlos e entraram Peixoto, Brum, Zé Manel e João Tomás.




BELENENSES


- Principal estrela: José Pedro.
- Onze-tipo (4-4-2): Costinha; Amaral, Rolando, Devic, Rodrigo Alvim; Rúben Amorim, Hugo Leal, José Pedro, Silas; Mendonça, Dady.
- Principais opções: Gonçalo Brandão, Areias, Cândido Costa, Roncatto, Fernando.
- Treinador: Jorge Jesus.
- Comentário: veremos se consegue repetir a excelente temporada passada. Com o experiente Jorge Jesus aos comandos, a ideia é continuar a fazer crescer um clube histórico do futebol português. Jogadores importantes abandonaram o Restelo, casos de Nivaldo, Sandro Gaúcho e Garcés. Para colmatar essas baixas destacam-se as contratações de Devic, Hugo Leal e Mendonça. Aguarda-se uma classificação na parte superior da tabela.




PAÇOS DE FERREIRA


- Principal estrela: Antunes.
- Onze-tipo (4-3-3): Peçanha; Mangualde, Rovérsio, Luíz Carlos, Antunes; Paulo Gomes, Filipe Anunciação, Pedrinha; Edson, Furtado, Cristiano.
- Principais opções: Ferreira, Dedé, Renato Queirós, Márcio Carioca, Edson Di.
- Treinador: José Mota.
- Comentário: as saídas relevantes de Geraldo, Paulo Sousa, Elias e João Paulo foram supridas com as entradas de Rovérsio, Paulo Gomes, Filipe Anunciação e Furtado, esperando-se que todos entrem directamente no onze. O Paços é um caso de regularidade e estabilidade na 1ª Liga e de competência do seu treinador, como comprovam as classificações alcançadas nos últimos anos. Em 2007-08, teremos certamente mais do mesmo.




UNIÃO DE LEIRIA


- Principal estrela: Sougou.
- Onze-tipo (4-3-3): Fernando; Éder, Renato, Éder Gaúcho, Alhandra; Tiago, Faria, Toñito; Maciel, João Paulo, Sougou.
- Principais opções: Laranjeiro, Filipe Machado, Lee, N'Gal, Paulo César.
- Treinador: Paulo Duarte.
- Comentário: em minha opinião, a turma leiriense perdeu qualidade em relação à temporada passada. Jogadores importantes como Rossato, Marcos António, Paulo Gomes, Paulo Machado, Harison, Ivanildo e Slusarski não foram suficientemente substituídos. Apenas Éder Gaúcho (um regresso ao Lis), Tiago, Toñito, Maciel e João Paulo dão algumas garantias de rendimento, todos os restantes reforços são completas incógnitas. Paulo Duarte parace ter saído a perder a a temporada não se antevê um mar de rosas.




NACIONAL


- Principal estrela: Diego Benaglio.
- Onze-tipo (4-4-2): Diego Benaglio; Patacas, Ricardo Fernandes, Ávalos, Bruno Basto; Bruno Amaro, João Coimbra, Juliano Spadacio, Fellype Gabriel; João Moreira, Rodrigo.
- Principais opções: Alonso, Cléber, José Vítor, Pateiro, Cássio.
- Treinador: Pedrag Jokanovic.
- Comentário: a manutenção do suíço Diego na defesa das suas redes, bem como de todo o sector defensivo, é um trunfo do Nacional para a temporada que se segue. Daí para a frente, algumas mexidas, tendo principalmente saído Bruno, Chaínho e Chilikov e entrado João Coimbra, Gabriel e João Moreira. Tenho algumas reticências relativamente a Jokanovic e ao comportamento nacionalista para este campeonato.




ESTRELA DA AMADORA


- Principal estrela: Nélson.
- Onze-tipo (4-3-3): Nélson; Rui Duarte, Maurício, Wagnão, Edu Silva; Marco Paulo, Tiago Gomes, Mateus; Pedro Pereira, Mossoró, N'Diaye.
- Principais opções: Vítor Moreno, Daniel, Elson, Nuno Viveiros, Moses.
- Treinador: Daúto Faquirá.
- Comentário: orientado por um dos técnicos mais competentes do nosso futebol, o Estrela terá talvez uma temporada bastante dura e andará na sempre indesejável luta pela permanência. Parece ter perdido qualidade relativamente à época que passou. Partiram Paulo Lopes, Amoreirinha, José Fonte, Luís Loureiro, Rui Borges e Dário, chegaram Nélson, Vítor Moreno, Wagnão, Mateus e Mossoró, entre outros. Não me inspira confiança a formação da Reboleira.




BOAVISTA


- Principal estrela: Linz.
- Onze-tipo (4-3-3): Jehle; Rissutt, Ricardo Silva, Tambussi, Mário Silva; Diakité, Fleurival, Gajic; Edgar, Linz, Grzelak.
- Principais opções: Carlos, Essame, Bosancic, Laionel, Fary.
- Treinador: Jaime Pacheco.
- Comentário: olhando para o onze teoricamente mais forte, a equipa axadrezada parece ter pernas para andar. No entanto, há outras formações fortes, cuja concorrência exercida será de respeito. Um lugar europeu deveria ser o mais natural para um clube como o Boavista, mas tenho muitas dúvidas se este ano isso sucederá. O clube tem andado à deriva e Jaime Pacheco, o técnico campeão em 2000-01, é o menos culpado. Aguardemos.




MARÍTIMO


- Principal estrela: Marcinho.
- Onze-tipo (4-4-2): Marcos; Ricardo Esteves, Gregory, Van der Linden, Evaldo; Wénio, Bruno, Fábio Felício, Marcinho; Kanu, Bruno Fogaça.
- Principais opções: Ediglê, Olberdam, Márcio Mossoró, Douglas, Lipatin.
- Treinador: Sebastião Lazaroni.
- Comentário: a aposta para 2007-08 foi forte na tentativa de alcançar um lugar que dê acesso às competições europeias. Um técnico com currículo (Lazaroni) e várias caras novas de valor (Ricardo Esteves, Van der Linden, Ediglê, Bruno, Márcio Mossoró, Fábio Felício, Bruno Fogaça, Makukula), aliados à continuidade de outras pedras importantes, auguram um futuro bastante risonho. Saídas relevantes apenas as de Neca e Mbesuma. Prometedor.




NAVAL


- Principal estrela: Mário Sérgio.
- Onze-tipo (4-3-3): Taborda; Mário Sérgio, Paulão, Fabrício Lopes, China; Gilmar, Lazaroni, João Ribeiro; Saulo, Marcelinho, Davide.
- Principais opções: Carlitos, Solimar, Eanes, Wandeir, Elivelton.
- Treinador: Francisco Chaló.
- Comentário: assim à primeira vista é de esperar uma temporada tremendamente difícil para os homens da Figueira da Foz. A maioria dos reforços são de qualidade incerta, mas alguns que saíram como Orestes, Fernando, Fajardo, Lito ou Nei, ninguém duvida que são perdas substanciais. Lutará quase de certeza pela fuga à despromoção.




ACADÉMICA


- Principal estrela: Hélder Barbosa.
- Onze-tipo (4-3-3): Pedro Roma; Sarmento, Litos, Kaká, Vítor Vinha; Paulo Sérgio, N'Doye, Cris; Lito, Joeano, Hélder Barbosa.
- Principais opções: Orlando, Pavlovic, Miguel Pedro, Ivanildo, Gyano.
- Treinador: Manuel Machado.
- Comentário: está na altura de a Académica fazer um campeonato longe das aflições da descida e começar a consolidar-se na 1ª Liga de forma sustentada. Talvez no meio-campo fosse necessário mais 1/2 jogadores, mas na defesa e no ataque sobra qualidade e talento. Lino, Brum, Filipe Teixeira ou Dame vão fazer imensa falta, mas Pablo Castro, Peralta, Cris, Lito ou Ivanildo prometem colmatar o vazio a preceito.




SETÚBAL


- Principal estrela: Bruno Gama.
- Onze-tipo (4-3-3): Milojevic; Janício, Hugo, Auri, Adalto; Elias, Sandro, Ricardo Chaves; Bruno Gama, Leandro, Edinho.
- Principais opções: Eduardo, Robson, Bruno Ribeiro, Filipe Gonçalves, Matheus.
- Treinador: Carlos Carvalhal.
- Comentário: será uma temporada de fuga à despromação. A crise económica permanece, o plantel é limitado tanto em quantidade como em qualidade e Bruno Gama não vai decerto resolver todos os problemas colectivos. As saídas de Varela, Amuneke, Mbamba e Ayew deixaram os sadinos ainda mais debilitados.




LEIXÕES


- Principal estrela: Roberto.
- Onze-tipo (4-3-3): Beto; Marco Cadete, Élvis, Nuno Diogo, Nuno Amaro; Jorge Duarte, Paulo Machado, Pedro Cervantes; Vieirinha, Roberto, Diogo Valente.
- Principais opções: Ezequias, Paulo Vinicius, Hugo Morais, Nandinho, Jorge Gonçalves.
- Treinador: Carlos Brito.
- Comentário: grande clube, histórico do futebol português e com uma massa adepta impressionante, o Leixões volta à 1ª Liga muitos anos depois. Tentará solidificar-se numa liga mais exigente e estou certo que vai conseguir essa tarefa. Tem um plantel de qualidade, facto a que não serão alheias as entradas de homens como Nuno Diogo, Ezequias, Paulo Machado, Vieirinha ou Diogo Valente. Poderá ser uma agradável surpresa.




GUIMARÃES


- Principal estrela: Ghilas.
- Onze-tipo (4-3-3): Nilson; Andrezinho, Geromel, Radanovic, Luciano Amaral; Flávio Meireles, Fajardo, João Alves; Alan, Mrdakovic, Ghilas.
- Principais opções: Moreno, Pelé, Carlitos, Targino, Rabiola.
- Treinador: Manuel Cajuda.
- Comentário: vindo da Liga de Honra, o Guimarães terá como objectivo entrar directamente na disputa pelas provas uefeiras. O plantel é equilibrado e apresenta múltiplas soluções para as diversas posições. Radanovic, Fajardo, João Alves, Carlitos, Alan e Mrdakovic são as aquisições mais sonantes (o portista Jorginho é também uma forte hipótese). Impossível voltar a descer de divisão, até porque antes que isso acontecesse de novo os maravilhosos adeptos vitorianos provocariam um autêntico golpe de estado.




A 1ª Liga 2007-08 promete então ser, senão sempre bem jogada, pelo menos emocionante, com as lutas do costume - título, Europa e manutenção - verdadeiramente ao rubro. Grandes jogadores partiram, outros chegaram para o seu lugar, mas os clubes mantêm-se e são eles que geram a paixão inesgotável de milhões de adeptos. Por falar em adeptos, oxalá o público aumente nos estádios portugueses. A subida de Guimarães e Leixões, detentores de uma massa apoiante magnífica, promete contribuir para o engrandecimento das assistências, do espectáculo e, por conseguinte, da própria qualidade do campeonato nacional. Chega de transferências, de especulações, de encontros particulares. O que a malta quer é jogos a sério e a bola na rede, de preferência, do adversário!

11 comentários:

lucho disse...

O tri espera por nós.

Ricky_cord disse...

Bruno, não concordo com os jogadores que apontas-te como principais estrelas de Sporting e Benfica. No primeiro caso, Liedson é quem deverá continuar a fazer a diferença. No segundo, o Manélélé deverá ser ofuscado pelo Cardozo. Candidatos ao título, são os 3 do costume. Para a UEFA, Guimarães junta-se a Braga e Belenenses. Candidatos à descida, talvez a Naval seja o principal.

Ruben disse...

Sobre o meu Benfica, o onze para mim é este: Butt, Nélson, Luisão, D.Luiz, Léo, Petit, Katso, M.Fernandes, N.Assis, N.Gomes, Cardozo. Rui Costa é para entrar nas segundas partes quando for preciso apertar na frente, Adu é um fenómeno mas há gente à frente dele. Cardozo vai ser o goleador da liga. Depois isso de dizer que para Fernando santos é tolerância zero... É exactamente o mesmo para Jesualdo e até para Paulo Bento, não entendo porque só se refere o treinador do Benfica... Ou se calhar entendo...
Vamos ser campeões! SLB SLB SLB!

Bruno Pinto disse...

Lucho, é o que eu espero e estou mesmo convicto que é o que vai acontecer, temos a melhor equipa...

Ricky, são opiniões que respeito, embora mantenha as minhas como é óbvio. Sobre o Cardozo, o homem ainda não provou nada, se eu fosse benfiquista e ele fosse a estrela, ficaria preocupado... Considero o Manuel Fernandes um fora-de-série, embora ele evidencie tiques de vedetismo que me desagradam.

Ruben, o Fernando Santos é aquele que tem a corda mais apertada. O Jesualdo também se pode dizer que não está à vontade, mas mais por não ser do agrado de muitos adeptos, já que, apesar de tudo, ele é o campeão e tem o apoio da direcção. Entre Santos e LFV, já houve inclusivé algumas bocas um tanto ao quanto discordantes, o que não indicia uma união plena.

Notícia de última hora que me agradou: o FC Porto adquiriu os restantes 50% do passe de Lucho González por 6,650 milhões. Um negócio fantástico, uma medida inteligente que salvaguarda os interesses financeiros e desportivos do clube. Resistiu à tentação de o vender, investiu mais um pouco, fica com ele na equipa e no futuro garante o encaixe total da possível venda, ficando a ganhar. Gestão criteriosa e competente é isto!

Anónimo disse...

Golpe de mestre esta compra total do Lucho. O Papa afinal ainda continua vivo!!

quintino disse...

Pois, essa da compra dos 50% é que são uma boa notícia. Desde que o homem permaneça por cá!
Grande trabalho de análise. Os meus parabéns

Paulo Pereira disse...

Disto é k a malta gosta. Pouco folclore e bola a rolar. Assim é k somos felizes. Parece-me k vamos ter um campeonato bem engraçado, com os históricos Leixões e Guimarães a serem recebidos de braços abertos. Público entusiasta - e não é preciso exagerar, ó malta de Matosinhos - estádios com mais espectadores e uns espectáculos melhores do que no ano transacto, é o k desejo. Ah, e tal como o Lucho, k o tri venha para o Norte:)

Gostei dessa trabalho exaustivo. Poupaste-me algumas dores de cabeça na escolha do meu plantel na Liga Record:)

André Augusto disse...

Está nos favoritos do Opinião FC!
Parabéns pelo blog...
Abraço

Ricardo Matias disse...

Excelentes análises sobre os clubes portugueses e a nossa liga. É bom haver gente que veja o futebol desta forma. Continue assim.
Já que aqui estou, o onze da minha Académica: Roma na baliza, Sarmento, Litos, Kaká e Pablo Castro como defesas, Pavlovic, P.Sérgio e H.Barbosa a médios, na frente Miguel Pedro, Lito e Ivanildo. Joeano é a arma secreta para saltar do banco quando for preciso.

Continuação de bons posts e fale mais da Briosa!

Pedro Barata disse...

Há quem questione as opiniões do Bruno. Mas opiniões diferentes todos temos. Mais um excelente trabalho. Parabéns e venha lá o espectáculo, disso é que a malta quer.
Um abraço!

Anónimo disse...

E que tal arranjar uma vida?